Foto
10 mar

Embrapa e parceiros lançam cultivares de soja na Tecnoshow Comigo

A Embrapa e seus parceiros irão lançar duas cultivares de soja - BRS 1074IPRO e BRS 8170IPRO - na TecnoShow Comigo, que será realizado de 3 a 7 de abril, em Rio Verde (GO). A BRS 1074IPRO, desenvolvida pela Embrapa Soja com apoio técnico e financeiro da Fundação Meridional de Apoio à Pesquisa, tem boa estabilidade de produção e é altamente produtiva. Por ser uma cultivar com a tecnologia Intacta RR2 PROTM, apresenta tolerância ao herbicida glifosato e resistência às principais lagartas da soja.

Em ensaios realizados nas safras 2013/14 e 2014/15, em 10 ambientes nos Estados de Mato Grosso do Sul e Goiás (região edafoclimática 301 - REC 301) apresentou rendimento 8,7% maior que a média dos padrões com que foi comparada. “Os resultados da safra 2015/16 confirmaram sua ótima performance na REC 301 e permitiu sua extensão de indicação para a REC 302 (Sul de GO, Norte de SP e Vale do Rio Grande em MG)”, explica o pesquisador Carlos Lasaro Pereira de Melo, da Embrapa Soja.

A cultivar é do tipo de crescimento indeterminado e possui resistência à deiscência de vagens e ao acamamento. Além disso, apresenta ciclo que varia de 94 a 123 dias, com ciclo médio total de 111 dias (grupo de maturidade 7.4), o que permite o plantio antecipado possibilitando a sua inserção no sistema de sucessão e/ou rotação com outras culturas.

De acordo com o pesquisador, a cultivar permite semeadura a partir de 25 de setembro; entretanto as melhores performances da BRS 1074IPRO foram obtidas em semeaduras entre 5 de outubro e 15 de novembro. “Por isso, recomenda-se uma população de plantas entre 320 mil a 360 mil plantas/ha, conforme a época de semeadura, fertilidade de solo e altitude da região de cultivo”, explica.

A BRS 1074IPRO possui ótima sanidade nas folhas e raízes, sendo resistente às principais doenças da soja, destaques para a moderada resistência ao nematoide Meloidogyne javanica e resistência de campo à Podridão Radicular de Fitóftora.

Também será lançada a cultivar BRS 8170IPRO que foi desenvolvida pela Embrapa Soja com o apoio técnico e financeiro do Centro Tecnológico para Pesquisas Agropecuárias (CTPA). Em ensaios realizados em 2012/13, 2013/14 e 2014/15, em 19 ambientes da região Central do Brasil, a BRS 8170 IPRO apresentou rendimento médio 7,7% maior que a média das variedades mais plantadas na região. “Especificamente nos Estados de Goiás e Mato Grosso (região edafoclimática 401), ela ficou 11,4% acima dos padrões”, explicou o pesquisador Roberto Zito.

A cultivar é do tipo de crescimento indeterminado e apresenta ciclo médio total de 123 dias (grupo de maturidade 8.1), e é adequada aos sistemas de produção que permitem apenas uma safra. Também é um diferencial a resistência às principais doenças da soja.

De acordo com Zito, a melhor época de semeadura é a partir de 15 de outubro e durante o mês de novembro. Recomenda-se a densidade populacional de 240 mil a 320 mil plantas.ha-1, de acordo com a região de cultivo, a época de semeadura, a fertilidade do solo e altitude do local. “Não se deve aumentar muito a população de plantas, pois é nessa recomendação que se pode obter o máximo de produtividade da cultivar. Além disso evita-se elevar demasiadamente o custo de produção, com gasto excessivo e desnecessário de sementes”, recomenda Zito.

Embrapa Soja
Jornalista Lebna Landgraf (MTb 2903-PR)
(43) 3371-6061 / lebna.landgraf@embrapa.br


Compartilhe:

Google +

Mais fotos